fevereiro 17, 2011

Pontinha de ti

      Era amor. Daqueles que se passava horas e horas lembrando teu sorriso e sorrindo também, imaginando o que estava fazendo, se estava pensando em mim, esperando ansiosamente uma mensagem sua, contando os segundos pra te ver online de novo. Era aquela coisa toda fofa e melosa mesmo, daqueles que a gente pensa que é pra sempre, sabe? Pois é, eu pensei também. Imaginava cada minuto contigo, cada sorriso teu, escutando tua voz no meu ouvido, lembrando teu cabelo, tua pele. Lembrando de você somente quando eu respirava. Só. 
      Tempo vai, problemas vem, confusões, merdas pra ser mais sincera. E o amor fica. Diminuindo aqui e ali, até que fica só uma pontinha no peito, sabe? Aquela pontinha que dói toda vez que te vejo online, que escuto teu nome, e principalmente, grita quando te vejo. Desgraçada. Eu odeio essa pontinha. Se pudesse arrancava sem dó nem piedade, te arrancava de vez. Você não tem metade, e muito menos pontinha minha no peito. Já deve estar lotado com muitas outras. E por que diabos a tua pontinha não sai de mim, hein? Dá um jeito aqui, por que um pedaçinho de ti ainda tá em mim, não sentiu falta não? Ou será que tem um pouquinho de mim aí também? Tem? 
       Amor não é. Era. Na época não pensava assim, era tudo tão perfeito que eu nem perdia tempo tentando entender meus sentimentos, eu te queria, você também, e pronto. Pra que perder tempo pensando no futuro, não é? Idiota! Se tivesse pensado, nem que seja por um minuto, veria que iria dar merda. Mas o amor é jogador, e dos bons, sabe manipular a gente direitinho. Odeio ser assim tão frágil com jogos. Porém o amor se fora, graças a Deus diga-se de passagem, mas a pontinha continua aqui. Agora que tenho tempo de sobra pra pensar nela, eu não penso. Não posso. Se penso me vêm você em mente, ah, e se deixo levar, já tô aí suspirando por ti de novo. Mas não, não é amor não, viu? Não pode ser amor.. 
     É vontade. Isso. É vontade de escrever por alguém, sentir alguma coisa, vontade de voltar a amar entende? Vontade de sentir uma pele cheirosa, tipo a tua. De ouvir uma voz rouca, igual a tua. De rir por alguma piada boba, tipo as tuas. É vontade de achar alguém assim, tipo tu. Que merda. É vontade de você mesmo. 
      Amor? De novo? Depois de tantos meses? Só eu mesmo pra guardar essas pontinhas viu. Na próxima paixão que vir, não vou deixar nem migalha. Chega de me doer. Mas se quiser ver como que tá tua pontinha aqui, me liga, meu celular é o mesmo. 

Oi, espero que gostem do texto. É um dos meus preferidos, não sei porque, mas gostei quando o escrevi. Hoje tô naqueles dias que nada dá certo sabe? Então, tá foda :/ Mas tudo bem, vou superar. Beijos! 

16 mini memórias:

Para mim, essa pontinha é o que mais machuca. Por mais que não pense, não há como não senti-la aqui dentro. Não sei se um dia ela some, só sei que é extremamente irritante.
Ótimo texto, minha escritora favorita.
Beijos
E tem sempre que ficar pontinhas dos sentimentos que vivemos na gente para nos fazer lembrar né?
o amor é um caso sério. que um dia você una todas essas pontinhas que ficaram aqui e ali e possa fazer com elas um final bem feliz pra sua história de amor. :)
lindo, lindo seu texto ! beijos .
E eu que queria que aqui dentro só restasse uma pontinha,tá mais para montanha inteira,por enquanto né!
No fundo,no fundo com certeza tem uma pontinha sua nele também,sempre tem,pode estar apagada,mas ele sempre lembra dela quando está só,quando te ver on,ou até quando lembra de algo idiota que sempre faz lembrar vocês..
Não há ninguém que não seja tocado com a pontinha,porque realmente em alguém que participou da nossa vida,mesmo que tenha sido pouco,quase nada,sempre haverá um pontinha nossa,sempre!
Mas,de vez enquanto essa pontinha vai se apagando e voltando,como se fosse uma luz,que falta,e volta,falta e volta,é assim mesmo!..
lindo,lindo seu texto,normal né?!Todos são!
É sempre assim, sempre sobra um pontinha, impendido de esquecer aquele alguém que um dia foi tão especial.

Lindo texto, beijo!
Bia Oliveira :) fevereiro 17, 2011
"Mas o amor é jogador, e dos bons, sabe manipular a gente direitinho."
Ficou lindo lara, como sempre. Esse foi um dos seus melhores textos na minha opinião, e eu espero de coração que você "supere" essa pontinha aí dentro de você tá?
E na tua próxima paixão, você vai se declarar, vai cumprir tua promessa, não pense que vai escapar não viu? 'HAHA (:
beeijos (k)
Sim, são sempre esas pontinhas a sque mais encomodam, e por mais não pense mais,q ue não quira mais, é sempre essa pontinha que faz voltar tudo, mesmo não querendo. tá lindo *-*
São essa pontinha que mais machucam que fazem a gente lembrar do passado e lembra daquela pessoa que um dia nos fez muito feliz e agora quando lembramos dela só sofremos!
Blog muito lindo!
www.paginadatainara.blogspot.com
Ah, tudo uma hora dá cero!
Ess pontinha dói mesmo. Principalmente quando a gente sabe, que pra ele num significa nada :P Você deve ter passeado na minha vida né? O texto diz bem como já me senti.


Pois é Lara, muitas pessoas são daquele jeito mesmo. Logo logo volto. Beijos!
eu sei porque você gostou. ele está natural, espontâneo, amenas fluiu. gosto desses teus pensamentos que viram palavras. fica muito bonito, fica bom de ler, fácil de se indentificar. um beijo pra ti
Meu Deus, que blog perfeito, eu já passei por isso, pensando que nunca superaria, que não se imaginaria em outra história, e ora veja só, já encontrei um outro alguem na qual nunca pensei que me faria tao feliz, e tornar-me alguem melhor do que eu ja era. Ótimo texto, to seguindo já. *-* www.mariaanadebora.blogspot.com
« É vontade de escrever por alguém, sentir alguma coisa, vontade de voltar a amar entende? Vontade de sentir uma pele cheirosa, tipo a tua. De ouvir uma voz rouca, igual a tua. De rir por alguma piada boba, tipo as tuas. É vontade de achar alguém assim, tipo tu. Que merda. É vontade de você mesmo. »

Que lindo lara.
Acho impressionante como me identifico com todos os seus textos, todos, tem sempre algo que me identifico: nem que seja uma frase, uma expressão. Tem sempre algo que desperta em mim o que é verdade, o que sinto, o que quero esquecer...

Amei, amei mesmo, e é umdos meus faboritos também *-*

Vai tudo dar certo ♥
"É vontade de achar alguém assim, tipo tu. Que merda. É vontade de você mesmo."


E são essas pontinhas que incomodam, que nos tiram o sono, que não nos deixam em paz.
E como dói, mas passa pode acreditar!

Lindo texto!


Beijos
No fundo sempre vai ser amor, não vai ser ERA. Essas pontinhas vivem pra sempre ali...
Na verdade, de fato, sempre vai restar algo quando nos queremos.
Lembranças, pensamentos, cheiros, saudades.

Lindo texto *-*

P.s. Lara, quero agradecer seus comentários, é como se alguém REALMENTE me compreendesse. De verdade, mesmo sem entender
Ótimo texto, Lara!
Felizmente eu não ficou pontinha nenhuma por aqui! Graças a Deus.
Que tal escrever um texto sobre aquele que pega no seu pé e você não quer?
Sobre o seu dia ruim, ele vai passar. Assim eu desejo.

Beijocas,
Jéssica
Ah, guria. O sentimento sempre muda, com o tempo. É natural. Ou cresce idêntico, ou se revela, ou acaba. Ou fica apenas uma pontinha, como pra ti restou. Se vale a pena? Não encontrei ainda relacionamento meu que tentei reatar e tenha tido êxito. Fica sempre a sensação de casa inadequada, dias e dias sem nós, como foram? Enfim, a gente muda rápido, e continuamente. Quem não nos acompanha, acaba nos perdendo. Mas boa sorte! Que esse telefone toque, e tua vida melhore ;)
Um beijo!
Essa pontinha realmente é um problema ;s
Sem palavras, o texto diz tuudo.
Beijos

Postar um comentário