dezembro 14, 2010

Desabafo oco

      Com o passar dos anos tudo foi ficando complicado, bem mais complicado do que imaginei. O amor principalmente. Aquele sonho com príncipe encantado foi destruído logo cedo, me quebrando um pedaço. Depois outra queda, e outra quebra. E mais outra, e mais, e mais...  Por fim, tenho vivido faltando um pedaço aqui e ali. Nunca fora de me doer muito, mas agora, ah, agora tá me fazendo falta aqueles fragmentos viu?
      Vou na escola, sinto falta. Vou pro mercado, ainda dói. Respiro, e dói ainda mais. Não é bem uma dor daquelas de corte, ou pontapés, é uma dor de amor, entende? É uma saudade misturada com falta e amor não correspondido. Transformando assim em mim. Como se meu coração estivesse oco, sem forças pra lutar novamente. Apenas bater, e me manter viva racionalmente. E minhas emoções? Meus sentimentos? Onde fica tudo isso? Viver assim, apenas por respirar, é de morrer. Por mais sem nexo que essa frase ficara, é assim que me sinto, morta. Morta de amor, de alegria, de felicidade. Apenas respirando. 
      Lembro-me de como era bom sorrir quando ele passava, ficar feliz quando nos falávamos, ganhar um dia quando ele me apertava as mãos, e parecer ter ganhado o mundo com teu beijo. Mas ele me roubara também uma parte no fim de tudo, me quebrara uma partes das grandes, assim como alguns outros. 
Eu não quero desistir dos meus sentimentos, quero eles aqui, me fazendo sentir viva mais uma vez. Só que tudo que vem junto, as dores, os medos, as caídas.. Ah.. Tem como não vir? 
      Não me importo com nexo, com o tanto de palavras, nem com o que vão pensar, eu só precisava desabafar assim. Ainda que oca, consigo escrever sobre o amor. Mesmo não sendo da maneira como eu esperava. Finalizo aqui meu desabafo sofrido e oco, porque por mais que tenha várias palavras, demonstra apenas o vazio. Meu oco coração.

Desculpem o atraso, mas sabem como é começo de férias né, cheia de coisas pra fazer e tudo mais. Beijos e esperem que gostem! Ah, obrigada pelos seguidores, estamos quase lá:
250 SEGUIDORES AQUI NO BLOG ATÉ O FIM DESTE ANO, COLABORE! :)
@MEscritas #MemoriasEscritas

14 comentários:

Thais Miranda disse...

que liindo lara *-* ta perfeito

Menino Amador disse...

muito bom

dear sarah disse...

Com o passar do tempo tudo vai piorando, mas a gente vai aprendendo a melhorar.

Acerdite!
Lara linda.

Luiza disse...

que amor. já me senti muito assim e ainda sinto, para novas investidas, receosa. com medo dessas dores e tombos. mas é importante que saíbamos nos recuperar, assim, nenhum tombo nos assusta. beijos

Jeniffer Yara disse...

Seu texto simplesmente disse tudo sobre mim,hoje,agora,me sinto assim,oca,sem sentimentos,sem sensações que me façam ir a outro mundo,sem suspirar quando alguém especial fala comigo...
Eu também não quero ficar longe de meus sentimentos,mas estou oca agora.

Beijos

Carolyne Mota disse...

O amor não correspondido é o mais forte, e sei como é ruim e te entendo bem, guria. O pior é que ansiamos por esquecer, mas lá no fundo ainda hesitamos perder as últimas lembranças desse amor e ficamos com pena de jogar fora o que um dia fora tão lindo e extraordinário.
Beijos!

@yasmin_vizeu disse...

aah Lara, que texto mais lindo, sério. Confesso que quando fui lendo, sentia muito sentimento, além de me identificar bastante. Adorei!

:*

ps: obg plea visita no BDSophia, AMEI te ter por lá, linda :)

mais amor, por favor. disse...

Tu não vai acreditar se eu disser que me vi nas tuas palavras, nas tuas linhas, no teu desabafo oco, porque sou oca também, as mesmas quedas e as mesmas quebras.
Força e um abraço. Beijo!

Marie Raya disse...

De acordo com que a vida passa, as coisas ficam dificeis e nós ficamos mais fortes. Maduras. Não existem principes, mas existe o cara pelo qual você vai se apaixonar e que fará você feliz. Uma doçura o post :*

Gabriela Furtado disse...

Esses pedaços arrancados, perdidos são novas oportunidades de se refazer...ali onde parece ter algo morto, na verdade está nascendo algo novo.
um beijo flor :***

tamara furlan disse...

E que desabafo hein :o dicou muito bom o texto. Nao existe um fim feliz, o certo é sorrirmos de verdade durante todas as mudanças, afinal, elas sao constantes !

♪ Nαdine. disse...

Onw Lara, sei bem como se sente.
Dói tanto, essa falta de pedaços.

Tá quase chegando nos 250 \o/ aê.

Abraço forteee!

Amanda Arrais disse...

Acho interessante como em cada amor, somos uma pessoa diferente. Mais maduras, ouço dizer, e isso é sempre melhor. Mas não se deixa ficar oca assim pra sempre não, abre as portas que a primavera volta sim.

=*

Camila Paier disse...

Te digo que, ler teu texto doeu ainda mais em mim, o que não cicatriza nunca. Acho que por mim, e por ti, guria. Mas, não custa pensar que o ano novo tá batendo na porta, e a gente tem que deixar que junto com ele, a novidade sente ao nosso lado, no sofá de casa.
Um beijo, e boa sorte! Tudo de bueno.