abril 27, 2010

Game of love.

E o amor me pregou uma peça, mais uma vez. 


Me deixou assim, sem mais nem menos com essa incerteza cruel. Me mostrando inúmeros caminhos a seguir, mas me fazendo gostar de apenas um deles. Aquele mais atraente, com flores ao redor e vários pássaros alegrando-o se torna mais difícil e arriscado de se aproximar e segui-lo. Já os demais, são simples, apenas pedregulhos sem nenhuma cor, sem nenhuma graça. Mas são fáceis, e que também me atentam, por menos que atraia, eles conseguem minha atenção nem que seja por um milésimo de segundo. Pois assim que me viro, e vejo as lindas flores e escuto o delicioso canto dos pássaros mais adiante, meu coração vibra. É, acho que é essa a escolha dele. Só ele apenas não percebe as grandes muralhas que devo atravessar até finalmente conseguir sentir o aroma das lindas flores que avisto a longe. Olhando muralhas como aquela, um desânimo me toma. Devo prosseguir? Seria tão mais fácil e seguro um caminho de pedregulhos sem graça, pelo menos saberia que ali não correria tantos riscos, além do mais ninguém escolhe eles mesmo. Já o caminho florido e encantador é sempre movimentado, muitos querem por ali passar.. Mas só os vejo tentando. Conseguir mesmo, não vi nenhum. Isso seria um aviso? Seria alguma indireta, dizendo para que eu o escolha? 
Incertezas, dúvidas, receios, é isso que o amor me preenche. 

5 comentários:

T. Miranda disse...

Ownt *-* eu acho qe me sinto essa pedrinhas inúteis que nao prestam muito, querendo atençao de uma pedra de cor vibrante AOIEAEIOAEIOEAIOOIAE

Lara Oliveira. disse...

SAHUASHUASHUUH não só vc.. haha ;x

Mulher na Polícia disse...

O amor é assim...
Apronta com a gente o tempo todo, e a gente vive correndo atrás dele.

Um beijo, moça.

Lara Oliveira. disse...

É, ;x
obrigada pelo comentário ><

Ingrid disse...

Copie