maio 25, 2012

Melancia - Marian Keyes

Quantos milênios que eu não atualizava isso aqui, não é?
Bem, lá vai, faz pouquíssimo tempo que terminei de ler esse livro e estou encantada e apaixonada.



Imagine você numa situação como essa: acabara de dar a luz a sua primeira filha, parto normal, só para enfatizar mais a história, pois bem, seu marido entra no quarto do hospital com uma cara séria e diz que está indo embora e ama outra pessoa. Sim, em menos de 24 horas de um trabalho de parto você é largada pelo marido e não tem ideia para onde ir. Assim começa a história de Claire e James (seu marido). 
Eu sempre tive muita curiosidade em ler esse livro, fazia anos que namorava-o pelas vitrines, até que encontrei na biblioteca e não pensei duas vezes em pegar emprestado. Te digo: todas as 489 páginas valem muito a pena. Melancia é aquele tipo de livro que você vai se encantando a cada linha, vai se vendo em certas atitudes, ah, sem contar nas inúmeras risadas no decorrer da história.
Além disso tudo, uma das coisas que mais gostei desse livro foi a mensagem final que ele passa para nós, mulheres. Amor próprio com uma pitada de orgulho, que por mais que não seja lá algo tão bom, faz bem em determinados casos. No da Claire faz, e muito. Ensina a gente a não deixar levar apenas por um término, que por mais difícil que as coisas estejam, elas podem melhorar. E muito! Vai que aparece um Adam na sua vida também? (tudo bem, estou exagerando e contando detalhes demais, desculpa haha). 


"Sabem como é. Ás vezes, você conhece uma pessoa maravilhosa, mas apenas por um rápido instante. Talvez em férias, num trem ou até numa fila de ônibus. E essa pessoa toca sua vida por um momento, mas de uma maneira especial. E, em vez de lamentar o fato de ela não poder ficar com você por mais tempo ou por você não ter a oportunidade de conhecê-la melhor, não é mais sensato ficar satisfeito por ter chegado a conhecê-la um dia?"
Espero que se surpreendam no final tanto quanto eu me surpreendi. E amei! 

E então, se interessou? Já leu? Comente!
Beijos no coração! 

0 mini memórias:

Postar um comentário