junho 19, 2011

Sempre falta

Ando vivenciando momentos bons, mas querendo mesmo os "ótimos". Tudo tão monótono. As mesmas aulas, os mesmos alunos chatos, a mesma matéria, os mesmos dias, é como se minha semana se repetisse desde que meu coração resolveu esquecê-lo. Não, eu não quero ele de volta, nem pensar, só queria o amor. Queria uma paixão repentina, que me cegasse dos problemas que andam aparecendo, e fizesse pensar somente nele o dia inteiro, completando-se a noite com um sonho todo meloso e fofo dos nossos encontros. Mas não vem, e eu fico aqui com essa pedra no estômago e um nó na garganta de palavras entaladas.
A solidão anda sendo uma companheira a tempos. Sim, desde que ele se fora, e não, não o quero de volta. Mas é que eu sinto tanta falta, mas tanta. Saber que poderia ter tido um futuro totalmente diferente dessa merda que tá hoje, a gente poderia tá junto. Eu poderia não estar escrevendo palavras rancorosas, e sim, poemas de juras de amor pra ti. Porém o destino sabe o que faz, e nele você não estava prescrito. Não agora. Quem sabe daqui a alguns anos, quando você crescer e abrir os olhos, saiba que eu te aceitaria. Se vir agora eu também aceito. 
Tá vendo o que a solidão me faz? Eu que dissera que não o queria, aparento uma maluca carente chorando pelos cantos pela sua volta. Merda. Eu não o quero, eu só quero alguém. Não precisa mais ser loiro de olhos claros, pode gostar de mim e tá beleza. Eu aceito com muita felicidade, sem pestanejar nem nada. Sabe quando você sente que sempre falta alguma coisa? Você dá risada com as amigas, mas falta. Vai na festa, e falta. Se ama, mas falta alguém. Tá faltando o amor entrar na minha vida de novo, é isso.

Ei, você. Sim, é você mesmo que eu tô falando, me responde uma coisa:
Meus textos são bons? Eles tem piorado com o tempo? 
Porque eu realmente quero achar uma explicação para essa falta de comentários...


1º Ps: Ando meio chateada com a diminuição de comentários que tem ocorrido aqui no blog, de verdade mesmo. Não que eu não valorize os que comentam, pelo contrário, se não fosse por essas leitoras aqui eu não sei o que seria do blog.
2º Ps: Esse texto é antigo, mas ainda retrata exatamente o que sinto. Espero que gostem!

24 mini memórias:

Olá Larinha, ótimo texto.Parece que o texto também foi feito para mim. Não,os seus textos não são ruins,eles não estão piorando e sim melhorando. Boa Semana, Beijos!
Anônimo junho 19, 2011
Lara, você sempre vai escrever muito muito muito mas muito bem mesmo!
Adoro ler seus textos guria :)
Anônimo junho 19, 2011
Lara seus textos são otimos!
Eu comecei a ler aqui faz pouco tempo mais pelo oq eu leio eles só vem melhorando :)
Então continua assim, e os comentários vão voltar a crescer não se preocupe viu?
beijos
gabi'
Ah, Lara, seus textos são sempre ótimos. Incríveis de verdade, muitos deles inspiram o meu dia.

Não para de escrever nunca, moça. Não só por quem te lê, mas por você mesma.

Os meus textinhos às vezes nem são comentados, mas só o fato de eu os guardar lá, alegra-me e muito!

Sempre passarei por aqui, viu?

Beijocaa e boa sorte com o amor :*
Lara, seus textos sempre foram lindos e continuam sendo lindos, cada dia melhor. Para com isso, tá? E esse texto ficou perfeitamente perfeito. Lindo, lindo como sempre *-*
Retrata exatamente como estou agora,impressionante. Eu não quero ele de volta,só quero um alguém,não sinto falta do que passou,sinto falta do que posso ter =/

Ahh não se preocupe com a diminuição de comentários no blog,já passei por isso,mas as pessoas que me seguem e comentam sempre no meu blog,me fizeram ver que elas que são importantes,que o que essas pessoas escrevem,sinceramente,é que é importante ;)

Beijos
ótimo texto linda e com belas palavras, e sobre a diminuição dos comentários não ligue, escreva pra você, os comentários são pessoas que se identificaram com um pouco de você. ♥

guedesleticia.blogspot.com
Querida, essa "falta" de amor na vida da gente pode ser muitissimo bem utilizada: usa ela para se organizar, para se cuidar mais; que um dia, quando você não esperar, "plim", o amor chega outra vez!
Beeeijooos
Entendo bem como é isso, o coração não gosta da rotina de estar só.
Seus textos estão maravilhosos, você escreve MUITO bem.
Um beijo :*
Também me sinto assim, mas não tenho alguém pra lembrar, sabe?
Só o vazio.
Eu queria penas o sentimento... Mas não o tenho encontrado. Sei que devo parar de buscar, mas simplesmente não consigo.

Sobre a diminuição de comentários, não acho que seja por conta dos textos, mas sim por motivos pessoais mesmo, às vezes as pessoas não tem tempo ou até ficam sem palavras diante do que leem, fique tranquila.
Ei, menina, não fique assim por causa dos comentários não. Seus textos são ótimos, vai por mim. Porque eu sou uma pessoa preguiçosa, se não fosse bom, eu não ia comentar.. haha Sério, esquece isso de comentários, escreve pra você e por você!
Com certeza merecia um comentario. As pessoas poderiam mesmo comentar mais, é algo tão rapido e tão gratificante. Eu sei bem como faz falta uns comentarios num blog onde você espõem suas ideias e aflições cotidianas. Adoro o blog, escreve mais okay ? prometo comentar sempre que ler. Bjs. (:
"Você dá risada com as amigas, mas falta. Vai na festa, e falta. Se ama, mas falta alguém. Tá faltando o amor entrar na minha vida de novo, é isso."
Ai como eu sei o que é isso, Larinha!
Não importa o que você faça, onde você esteja, com quem esteja e nem quando, você SEMPRE sente uma puta de uma falta por dentro...
Os teus textos piorando? Surtou, é mocinha? Teus textos nunca piorarão, te garanto. São bons demais pra isso.
Adorei ;)
Gostei muito daqui ;D
Lara, você nunca se tornará pequena pela quantidade de comentários, ou pela falta do reconhecimento que as pessoas têm com que você escreve. E nunca deixe de escrever por isso. Acredite no que te dá prazer. O importante é essa sensibilidade que você escreve, e você ser
mais uma nesse mundo de escrever pro "mundo". Comentários nos dá auto estima, nos faz sentir feliz, ainda mais com palavras carinhosas que os seguidores têm com a gente, e sem falar que nos faz querer postar mais e mais. Mais você é não é quantidade, você é qualidade. Cada um tem sua maneira e seu jeitinho de encantar quem lê. Falando assim, me pareço tão íntima de você né? - sorriso. Mais é que eu acho que todo mundo já sentiu péssima com suas palavras quando as pessoas não retribuem o que você espera, e nós mesmo sabemos o que merecemos. Ja senti meu blog sem sal e minhas palavras também, mais não deixo de escrever, porque é uma das coisas que me faz sentir bem. Mais pelo que eu vejo do seu blog, é lindo e as pessoas gostam MUITO do que você escreve e estão sempre aqui. Esse texto é lindo, e eu me identifico com o que você escreve, mesmo sendo sua recente seguidora. Beijos, Ana.
Oi =) pra quem não lembra eu sou a Amanda Romero do Keep Breathing e estou reabrindo o blog. Fiquei um tempo sem escrever por falta de tempo, mas quem escreve sabe que quando não se coloca essas palavras pra fora a mente vira um furacão.
Tem post novo (http://amanda-romero.blogspot.com/2011/06/o-problema-voce-nasce.html)
e se gostar da uma olhadinha no resto do blog =) http://amanda-romero.blogspot.com/

Obrigada.

/Você escreve muito bem! Parece que me vejo nos teus textos e confesso que ler este último até doeu um pouco. E é verdade. A gente fica aí pelos cantos dizendo que está bem e que não o queremos mais... mas a verdade é que no fundo gostaríamos mesmo que ele aparecesse em nossa porta. E lembrar cada momento... poderíamos apenas querer outro amor, mas confessemos que era este que nos dava borboletas no estômago. E é esse que queremos de volta.
Lara, estou sentindo exatamente o que seu texto descreveu, esta madrugada. Falta. Sempre. Estou feliz, com as amigas ou em quaquer lugar mas falta. E sabe de uma coisa? Por mais que eu diga que não, eu o quero de volta. Lindo, Lara, lindo!

E sobre os comentários, as vezes é a falta de tempo, mas não fica preocupada! Seus textos estão cada vez melhores! :*
"Sabe quando você sente que sempre falta alguma coisa? Você dá risada com as amigas, mas falta. "

Eu sei muito bem como é isso, pois já passei por isso e não sei se vou passar novamente.
Mas pode acreditar que quando você deixar de procurar essa falta vai ser preenchida.

Seus textos continuam lindos!


Beijos
Anônimo junho 24, 2011
aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa otimooo texto para com isso eles são otimooos , sepre fico ansioso pro proximo beeijos
Costumo sempre por aqui ler umas palavras tuas, que por vezes me fazem achar pessoas no momento desaparecidas, eu acho que escreves bem, tens realmente um dom de poucos, veja o meu exemplo de um frustrado escritor de blog que ninguém comenta, mas me diga, se isso me desanimasse, eu já havia parado de ler há tempos, mas não, continuo lá, escrevendo pra mim, as poucas palavras, as poucas entradas que a alma há de dar.
Heeey sua linda, faz tempo que nao comento aqui.Mas enfim, você como sempre escrevndo coisas lindas , nao pense essas bobeirinhas ok?
acada post, seus textos ficam melhores, e nao fque triste, beeeijinhos *-*
Lara, quando a gente quer algo diferente na vida, a gente tem que lutar pra isso acontecer, mudar algo, frequentar lugares novos, procurar pessoas diferentes pra se relacionar, as mudanças só ocorrem quando a gente permita que aconteçam =D

Acho que comentários são uma motivação pra quem escreve, é gostoso entrar e ver que temos alguns comentários, que alguém leu, sentiu algo e compartilhou, mas acho também que não é tudo, as vezes ter um comentário com conteudo é melhor que 10 com apenas 'aodrei o texto, bls' né?

Beijo
Amei o layout, amo esse blog, de verdade. Mesmo que as vezes eu dê uma sumida por aqui, mas saiba: eu leio os seus posts. Não esperando nada, mas sim porque te acho uma bela escritora, que descreve os sentimentos de uma forma geral, simples, verdadeira, real. Textos melhorando com o tempo ... Espero que assim também, ai dentro de você tudo melhore e que breve eu veja aquelas "juras de amor" aqui, iria adorar ver.
Beijos.
Eu tinha comentado nesse texto D:
Bom, mas vou tentar comentar outra vez né, :/
E lá vai mais amores desconhecidos e mais pesares, a música acalma a alma e alimenta a solidão...

Gostei *-*

Postar um comentário