novembro 16, 2010

Nostalgia de uma madrugada.

    O relógio marca 01:01 da madrugada, e esses simples números me doeram lá no fundo. Essa música nostálgica ajuda, mas mesmo sem ela, eu lembraria de você. Ana Carolina me embala, sinto que cada estrofe é nossa, o que me faz doer ainda mais. Eu te tinhas, lembra? É, bem no começo, tu era meu e eu deixei partir. Lembro exatamente agora das tuas palavras pra reconfortar esse meu velho coração, aquele teu sorriso de orelha a orelha com a minha presença, da tua mão ali sempre próxima querendo a minha e eu nem aí.
    Aquela música do primeiro encontro, você lembra da melodia? Pois é, ela começou a tocar aqui e a lágrima caiu. Naquele dia eu chorava por um idiota, hoje é porque sou uma idiota, e choro por ti. A cada palavra escrita dessa madrugada eu espero que tu se lembre de mim, não importando o que esteja fazendo, lembra meu nome, meu rosto, lembra de mim. Se estiveres dormindo, que eu apareça nos teus sonhos agora e que te dê uma luz que te ilumine a correr, pois estou a metros de você, só não desista agora. Por favor, não desista do que tanto queria agora estando tão perto de conseguir. Eu só precisava de uma pitada de coragem pra ir lá e te contar tudo, te explicar o motivo do meu silêncio daqueles dias, da minha ausência naquela semana, te abrir o coração e ver se o teu ainda me acompanha. 
    Não devia, mas tua música está no repeat e vai ficar assim pro resto da noite. Por mais que me doa, ela me faz pensar que um pouco de você está aqui. No início ela não fazia muito sentido, agora, é tudo. Cada pequena frase se encaixa com essas lágrimas e esse velho coração, tente ver. "Então, por favor, venha ficar comigo, porque eu ainda acredito que tenha restado algo para mim e para você."

Infelizmente não ganhei o concurso do texto passado, e desculpem-me a ausência, é que estou sem computador devido a minha bateria estar problema. Beijos
@MEscritas #MemoriasEscritas

12 mini memórias:

Imagino como deve estar se sentindo, mas tem madrugadas em que tudo deve ser calmo!

um beijo linda Lara.
na madrugada eu choro, eu dou risada.. pq na hora q eu deito, é a hora q eu penso em tudo q eu fiz no dia.. e em tuudo q eu pretendo fazer.. de algumas eu me arrependo.. mas são pokaas!!
goteei (Y)


http://the-blog-teenager.blogspot.com/
Tão bom de ler. Gostei demais >< bjs
"A cada palavra escrita dessa madrugada eu espero que tu se lembre de mim, não importando o que esteja fazendo, lembra meu nome, meu rosto, lembra de mim."
Ah, e eu tenho essas mesmas esperanças sobre um certo alguém...
beijos.
Infelizmente a suadade,a nostalgia de alguém que perdemos sempre bate á porta,sem horário ou lugar.
A esperança desse alguém estar sentindo mesmo é o que ás vezes nos conforta não? Mas não deves mesmo alimentar ilusões.

Beijos
Oi, tem presente pra ti lá na minha pagina de selos. Passa lá. Beijão
esse texto me lembrou algo que eu vivi, a culpa que acatei e toda a lamentação que tive. ficou muito bom. beijos
A culpa é uma companheira horrível, não é?
beeeijooos
Essas madrugadas nostálgicas, ouvindo músicas que lembram quem a gente gosta... é já passei por isso.
Sei bem como é estar tão perto de realizar aquilo que mais queremos e tudo andar pra trás.

Lindo texto, amei!
Beijos
Lindo seu texto, mais uma vez, de novo, rs.
Não sei se digo que "felizmente" ou que "infelizmente" não sinto o que está sentindo, mas tento te entender ):
bjs X*
Também preciso dessa pitada de coragem =/
Acho nossos sentimentos muito parecidos.
ADORO os seus textos! :D
Beijos.
Como sempre: lindo e dizendo bem o que eu sinto.

Linda! Bj

Postar um comentário