agosto 28, 2010

O velho nós

Aquela mesma música de uns anos atrás está tocando, a mesma que tocou quando estavamos juntos. A nossa música. Você nem está mais aí, você muito menos era pra estar aqui dentro, mas tento dizer isso ao meu coração e ele só me joga mais e mais lembranças.
Não adianta, quanto mais eu grito, mais aparecem. Quanto mais eu fujo, mais me encontram. Quanto mais esqueço, mais me lembram.
Eu nem sei o tempo certo, meu coração parou de contar os dias de dor que passou, ele não aguentava mais. Eu muito menos. Mas você volta, com um baque tão forte que minhas pernas falham. A música agora fica mais alta, o refrão mais claro, as memórias mais vivas. Por que diabos você está visitando minha mente desse jeito? És um passado, uma folha velha, gasta. Mas que agora folheio e refolheio procurando tuas palavras, procurando por ti. A janela me mostra lá fora uma estrela. Quantas vezes passei noites em claro olhando as estrelas e imaginando que de alguma maneira extradiordinariamente impossível ela nos conecta-se... Quantas noites olhei para essa estrela e gritei teu nome, esperando que ela te trazesse pra mim novamente. Noites de uma semana, de um mês, de anos. E cá estou eu novamente, ollhando aquela velha estrela, lembrando de um velho "nós" já inexistente.

O passado me assombra mais que o presente, principalmente quando é de você que ele me faz lembrar.


Cagadas em Série:

9 comentários:

Nikitaveritah disse...

Amei , amei demais.
Principalmente a parte da estrela.
Continue sempre e eu sempre lerei *-*

More Than Words disse...

Ameeei! Que texto lindo, descreveu tudo que eu penso, sinto e passo ultimamente. Parabéns, mais um texto maravilhoso Lara

Claínne Félix disse...

"A nossa música. Você nem está mais aí." Aconteceu uma situação parecida comigo hoje, estávamos nós dois conversando e eu falei sobre a música, que me fazia lembra-lo e ele somente falou: é a música é linda mesmo. Seu coração não sente mais dor, produziu anestesia própria como qualquer dor de tão insuportável.. Fica bem tá? a saudade e as lembranças, nos matam um pouco a cada dia.

P.S: adorei, que você gostou das minhas músicas mpb *-* volte sempre.

Beijos flôr.

Daniela Claudino disse...

Adorei esse texto. Super demais. :$ Meio deprimente, mas amei. Acredito que quando sentimos um amor verdadeiro e intenso deste jeito, nunca esquecemos. Adoro o seu blog *-*



Beijinhos,
http://www.fontt-ui.blogspot.com/

Victória disse...

Como sempre, eu amei! Continue assim, de verdade...

Taís Ribeiro disse...

ain, eu adorei seu blog, ja disse isso. texto ficou ótimo.
você escreve muito bem, parabéns :D
beijos;

Nati disse...

As lembranças são o que mais nos perturba... Lindissimo texto! :*

Maria Caroline disse...

Gostei demais!
''Você nem está mais aí, você muito menos era pra estar aqui dentro, mas tento dizer isso ao meu coração e ele só me joga mais e mais lembranças'' Parabens, me fez viver cada palavra escrita.. é tão bom ler algo e sentir junto! De verdade, adorei e me identifiquei. Bjs e continue assim.. Ah! lembranças sempre nos apavora, mas porém alguma coisa boa nos faz lembrar, melhoras!

Anônimo disse...

Boa noite interessante blogue , amei mesmo muito, penso que poderiamos fcar blog palls :) lol!
Tirando as brincadeiras sou o André, e como tu escrevo na internet se bem que o tema do meu space é muito distinto deste....
Eu desenvolvo websites de poker que falam de poker gratis sem arriscares do teu bolso......
Gostei bastante o que vi escrito nesta 2a visita
Virei aqui mais vezes
Ps:Peço desculpa pelo meu portugues ruim