junho 12, 2015

Tua


Quero te olhar nos olhos e saber que eles brilham quando encontram os meus, que seus braços se encaixarão perfeitamente em mim, tornando-se meu refúgio diário. Sua boca se modelará com a minha, seu perfume ficará preso em minhas roupas, me fazendo sentir uma saudade saudável de ti no fim dos encontros. Teu cabelo será desajeitadamente ajeitado, que eu irei ajudar a bagunçar a cada segundo. Minha mão será sempre algo seu, porque ela você segurará a todo instante, ou minha cintura. Escolha a cintura, é mais romântico e me sentirei muito mais protegida com teus braços por perto. Tu me ligará ao anoitecer, só pra me contar teu dia, mesmo eu estando contigo a metade dele. Te contarei da faculdade, do trabalho, da briga da semana passada com a minha irmã, e você iria rir e dizer que isso tudo é bobeira minha, que amanhã nos veríamos e pronto. Colocaria assim um sorriso no meu rosto e paz no coração. Era teu, o sorriso, os olhos brilhantes, o coração. Eu seria tua. Total, sem pestanejar, e tu serias meu. Após o boa noite da ligação, ficaria algum tempo com o celular na mão relendo tuas mensagens, sorrindo alegremente com as nossas babaquices. Pensando em quanto mais bobo você era, eu concordava, seguia teu ritmo, éramos dois eternos bobos. Faria parte da paixão isso tudo? Enfim, bobos apaixonados. Te amaria mais do que qualquer outra coisa, e saberia que eras recíproco. Ficaria feliz pela chuva estragar aquele passeio no parque, porque te teria deitado no meu sofá assistindo um filme qualquer. Meu perfume seria teu aroma preferido, minha risada te faria rir, meus assuntos idiotas - ou a falta deles - seriam brechas para abraços e carinhos no pescoço, minhas lágrimas te cortariam o coração, e meu coração, ah, esse bateria ecoando teu nome pelos cantos. E assim, antes da ligação ao fim da noite terminar, você sussurraria no telefone: eu te amo. Fazendo com que as borboletas voassem mais rápido no estômago, porque eu saberia, ah, eu teria a certeza, que essas palavras eram ditas do coração. Repetiria pra ti, e assim iria dormir com o sorriso de ponta de orelha na cara.

Que nesse dia dos namorados vocês sejam completamente um do outro.

Esse é um texto muito antigo que escrevi antes mesmo de ter vivido algum relacionamento. É bonito a gente lembrar como eram as nossas expectativas, e o melhor é não ter se frustrado quando de fato tornaram-se realidade. 

2 mini memórias:

Anônimo junho 12, 2015
Lindo, lindo e lindo!
Menina que dom que você tem!
Parabéns, me arrepiou.
Parabéns doces palavras da até para vivência-las.

Postar um comentário